Portal da Cidade Cianorte

Fechamento

Cianorte sofrerá com medidas mais restritivas de combate a Covid-19

Ultimo dia do mês tem mais 14 casos confirmados e Cianorte termina o mês de junho com 456 casos de Covid-19

Postado em 30/06/2020 às 18:00 |

A principal medida é a suspensão das atividades não essenciais por 14 dias (Foto: Ana Claudia Freire/Paraná Portal )

O preço da omissão, que fizeram do até então "boato" de surto de Covid-19 em Cianorte, se transforma em um grande pesadelos para toda população, pois a Regional compreendendo 11 cidades, está no decreto do Governo do Estado, determinando uma série de medidas restritivas para combater a pandemia.

O mês de junho foi marcado pelo avanço "estrondoso" no número de casos da doença, onde os boletins, nem sempre diários, apresentavam dezenas de pessoas contaminadas com o novo coronavírus, fazendo com que a curva crescesse acentuadamente na cidade. Isso devido a rápida contaminação que circulava na cidade e também a rápida proliferação do doença em um Abatedouro de Aves no Município.  

Em dois momentos o sistema de saúde atingiu sua capacidade máxima durante o mês, que termina nesta terça-feira (30), com quatro dos seis leitos de UTIs, destinados ao tratamento da Covid-19, ocupados. E  dez dos  treze leitos de enfermaria, com pacientes em tratamento. Outros dois leitos de UTIs e doze leitos de enfermaria devem ser disponibilizados em breve, para o enfrentamento desta pandemia.  

A terça-feira, foi marcada por muita expectativa e apreensão, pois a primeira informação era de que o Governo do Estado, através de decreto, declararia lockdown (Fechando tudo), nas regiões mais afetadas, entre elas a Região de Cianorte, que compreende 11 cidades. Cianorte, Cidade Gaúcha, Guaporema, Indianópolis, Japurá, Jussara, Rondon, São Manoel do Paraná, São Tomé, Tapejara, Tuneiras do Oeste. 

A principal medida é a suspensão das atividades não essenciais por 14 dias, prazo que poder ser prorrogado por mais 7 dias. Segundo o decreto, haverá avaliações periódicas da continuidade das medidas depois do início da vigência, levando em consideração a evolução dos casos e critérios técnicos e científicos.

A regra se aplica também a shopping centers, galerias comerciais, comércio de rua, feiras livres, salões de beleza, barbearias, clínicas de estética, academias, clubes, bares e casas noturnas. Restaurantes e lanchonetes poderão atender somente no sistema drive-thru, delivery ou take away (retirada no balcão). O funcionamento do sistema buffet nas empresas deverá ser revisto ou suspenso para evitar a circulação do vírus. 

As ações constam do decreto 4.942/2020 e passam a valer nesta quarta-feira (1/07). O governador informou que os municípios abrangidos pelo decreto concentram 75% dos casos de infecção registrados no Paraná.

Carlos Massa Ratinho Junior/Governador

Isolamento Social

Temos feito tudo o que está ao nosso alcance desde o começo da pandemia. Reforçamos a estrutura de atendimento, contratamos mais profissionais, compramos equipamentos, mas isso tudo é finito. Nesse momento de curva mais ascendente, e diante do inverno, temos que reativar o isolamento social para que esse sistema não colapse

Carlos Massa Ratinho Junior/Governador

QUARENTENA – O governador frisou que o Paraná não está em lockdown. “É uma quarentena mais restritiva em algumas regiões onde a curva está fora do controle normal. Nossas decisões serão pontuais e regionais, um trabalho de acupuntura. Se conseguirmos frear a velocidade da propagação, teremos tranquilidade para atender bem a população e não colapsar”, reforçou Ratinho Junior. “Não dá para tratar com normalidade esse momento anormal. Infelizmente teremos que conviver com essas medidas para diminuir o ritmo do vírus”.


Nesta terça-feira foram registrados mais 14 testes positivos para a Covid-19:

  • 5 mulheres, com idades de 19, 25, 30, 40 e 57 anos.
  • 7 homens, com idades de 21, 23, 35, 35, 39, 50 e 59 anos.
  • Duas crianças, sendo um menino de 7 anos e uma menina de 1 ano.

As mulheres de 40 e 57 anos são profissionais da saúde e contaminaram-se no trabalho. Os demais tiveram contato com casos confirmados anteriormente na cidade. Todos estão em isolamento domiciliar.


Fonte:

Deixe seu comentário